Vik Muniz, o artista plástico de "Lixo Extraordinário"

domingo, 27 de fevereiro de 2011


Artista plástico paulistano radicado em Nova York, Vik Muniz ganhou fama internacional com suas telas e esculturas feitas com novas mídias e materiais, que incluem alimentos, páginas de revistas, monitores de computador, lixo e até diamantes. O artista possui obras nos principais museus de arte contemporânea do mundo, como o Metropolitan, o Whitney, o MoMA, de Nova York e o Reina Sofia, de Madrid.

No Brasil, foi convidado pela diretora de telenovelas Denise Saraceni para produzir a abertura de Passione, que foi exibida até janeiro desse ano na Rede Globo. 

Atualmente, Vik está em evidência na mídia brasileira por conta da indicação ao Oscar do documentário Lixo Extraordinário, filmado entre 2007 e 2009, que retrata seu trabalho em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los mas, acaba revelando o poder transformador da arte. 

O resultado de seu trabalho é muito interessante e cada obra desse artista não sai por menos de 5 mil dólares. Além disso, sempre que vende um trabalho que retrata problemas socias, ele doa boa parte da renda para instituições beneficentes.

obras produzidas durante o trabalho no Jardim Gramacho
obra produzida para Passione

O site oficial do Vik Muniz é esse aqui

7 comentários:

  1. Proposta muito interessante, eu tinha visto na tv por conta do oscar e por sorte consegui ver aqui algumas fts! Eu não sou mt fã de arte a partir do lixo,não acho bonito e acho forçado, mas confesso que gostei..um outro que eu gostei foi os enfeites de natal do pao de acucar.

    ResponderExcluir
  2. Eu também acho que na maioria das vezes as propostas de fazer arte com lixo não conseguem ter muito sucesso no aspecto estético. Nesse caso, Vik Muniz conseguiu algo bastante difícil, agregar valor estético e social.

    ResponderExcluir
  3. Quando vi seu trabalho pela primeira vez, durante a abertura da novela, demorei um tempinho para perceber que o casal retratado era feito de lixo. Achei realmente interessante a obra de Vik, mas ainda tenho dúvidas quanto ao apelo social dela. De qualquer forma, agora fiquei mais curiosa para assistir ao filme.

    ResponderExcluir
  4. Nossa.. o Vik realmente conseguiu mostrar uma coisa incrivel. Uma grande lição de que as pessoas são e do que podem ser, assim como o lixo pode ser algo muito valioso, se dermos valor a ele.

    Ótimo trabalho, e ansioso para assistir este documentário... qual foi o resultado do Oscar? Ele ganhou?

    ResponderExcluir
  5. tenho que fazer um trabalho sobre ele,pra ver como ele é importante e respeitado!!!

    ResponderExcluir
  6. vik sou um artista de BELÉM DO PARÁ, e trabalho fazendo escultura(bustoa)de vultos históricos usando como materia prima sacolas pláticas.No ano de 2011 fui contemplado com uma bolsa do INSTITUTO DE ARTE DO PARÁ(IAP).Produzir 15 bustos utilizando 600 sacos em cada busto,totalizando 9000 nos 15 bustos.Gostaria que você desse uma olhada no material que pode ser visto no site do IAP,e saber sua opiniao..meu email é: faelista@gmail.com e meu tel 091 81943725 ou 81943725 FAELI MORAES E NOME DO PROJETO É "SACOLAGEM"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Faeli

      Tudo bem?

      Seu trabalho é muito interessante mas esse site não tem ligação direta com o Vik Muniz nem com sua assessoria de imprensa. O "emfechamento" apenas discute e divulga informações relacionadas ao universo da arte, comunicação e cultura.

      Agradecemos a visita e sugerimos que tente contato com Vik Muniz por meio de seu site oficial ou de sua assessoria.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...