Pegando emprestado

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Quando vi a capa da Alfa com o Cielo, achei o trabalho incrível. Porém, quando descobri
que a ideia era emprestada da Premiere, confesso que a capa perdeu metade do charme,apesar
de ser inegável que a referência caiu como uma luva para o nadador e foi muito bem executada
Algo muito comum no mundo editorial é a constante pesquisa por referências visuais. Elas podem ser de fotografias, ilustrações, capas, infográficos, layouts de página e muitas outras coisas. Mas como identificar quando a imagem original serviu apenas como inspiração, homenagem ou ainda como uma cópia?
Nesse post temos uma seleção de capas que possuem a mesma ideia principal, algumas melhor executadas e outras com qualidade de execução similar.

A clássica capa que Demi Moore fez em 1991, quando estava grávida de 7 meses, causou o maior alvoroço na época pelo fato da atriz estar totalmente nua. Depois disso, a capa se tornou um clássico e foi "refeita" várias vezes. Entre elas, com Jessica Simpson na Elle, em 2012, e com Fernanda Lima (grávida de gêmeos) na Rolling Stone, em 2008
Outra capa clássica: Janet Jackson semi-nua na Rolling Stone em 1993. Já a Catwalk em 2011, fez uma versão com Dani Bolina e o marido Mateus Verdelho. Acho que a capa do século XXI não deu muito certo.
Glamour Brasil com a Claudia Abreu na capa (em junho de 2012) sendo stalker edição francesa de novembro de 2011
Desta vez a Alfa pegou emprestado da Details. Mas a dúvida é: quem ficou melhor? Robert Santoro ou Rodrigo Pattinson?
GQ com a Luana Piovani na capa sendo stalker edição americana, ambas de 2012.
Referência bem executada... só que não...
Gisele na revista Photo foi referência para a revista portuguesa Arte fotográfica fazer sua capa
Tudo igual! Até o personagem!! OMG!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...